Carteira de criptomoedas Edge é alvo de ataque hacker

O ataque explorou uma vulnerabilidade na carteira e passou a desviar os ativos guardados dos usuários.

Conteúdo

A carteira de criptomoedas Edge foi alvo de um ataque hacker que comprometeu as chaves privadas de alguns usuários e permitiu o roubo de fundos.

O caso foi descoberto depois que um investidor entrou em contato com a equipe do Edge após ter todo o Bitcoin de sua carteira drenado misteriosamente.

A empresa descobriu que a chave privada da carteira havia sido comprometida, bem como as chaves de outras duas mil carteiras do Edge, o que sugere que não se tratava de um incidente isolado.

Aplicativo continha uma vulnerabilidade

De acordo com a equipe da carteira, o aplicativo continha uma vulnerabilidade que permitia o vazamento das chaves privadas quando um usuário executava duas ações específicas: comprar ou vender criptomoedas através de gateways de pagamentos de terceiros vinculados à carteira Edge e fazer o upload de logs que continham a chave privada após entrar em uma das opções de compra/venda.

Apesar da falha grave, a equipe do Edge acredita que o incidente tem um escopo limitado e pode ter sido um ataque direcionado aos usuários afetados.

A empresa recomenda que os usuários atualizem o aplicativo para a versão mais recente e criem novas carteiras para transferir seus fundos.

Esse incidente serve como um lembrete da importância de manter a segurança digital e proteger as chaves privadas da carteira de criptomoedas. No entanto, não deixa de ser irônico que um sistema conhecido por sua segurança tenha sido comprometido por hackers.

Ainda assim, é importante agir rapidamente e seguir as recomendações do Edge para minimizar os danos causados pelo ataque.

Medidas de segurança

A equipe do Edge recomendou algumas medidas de segurança para garantir a proteção das criptomoedas dos usuários.

A principal delas é a atualização do aplicativo para a versão mais recente, a v3.3.1, que deve ser realizada até a sexta-feira (24) por meio da Google Play Store ou Apple App Store.

De acordo com a empresa, essa versão corrige todas as vulnerabilidades conhecidas que envolvem as chaves privadas da carteira e exclui imediatamente todos os registros anteriores do dispositivo.

Além disso, a equipe do Edge sugeriu que os usuários criem novas carteiras e transfiram os fundos armazenados nas carteiras antigas.

Segundo a empresa, as novas carteiras criadas em uma conta existente não estarão expostas às vulnerabilidades envolvendo as chaves privadas.

Em resumo, para garantir a segurança de seus investimentos em criptomoedas, os usuários devem atualizar o aplicativo Edge para a versão mais recente e criar novas carteiras para transferir seus fundos.

Dessa forma, é possível evitar que vulnerabilidades coloquem em risco as chaves privadas e, consequentemente, o acesso aos fundos armazenados na carteira.

Comentários

Regras de uso dos comentários:

  • Comentários de novos usuários serão liberados apenas manualmente em até 24 horas.
  • Usuários já registrados, poderão enviar comentários automaticamente.
  • Não é permitido ofensas, racismo, palavrões ou qualquer tipo de conduta imprópria.
  • Não é permitido envio de links externos.
Seguir
Me notifique quando
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários